Páginas

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Staff do anime "Darling in the Franxx" recebe mensagens intimidatórias após a a emissão do 14º episódio

Yuuichi Fukushima, produtor de animação da CloverWorks e que trabalhou para a A-1 Pictures, tem sido alvo de diversas mensagens intimidatórias de fãs zangados após a emissão do 14º episódio da série anime Darling in the Franxx, que foi emitido nesta semana. No episódio em questão é restabelecido o triângulo amoroso entre as personagens Zero Two, Hiro e Ichigo, sendo que muitos fãs reagiram negativamente às acções desta última personagem.

Fukushima escreveu dois tweets a 14 de Abril relativamente ao 14º episódio. No primeiro tweet, o produtor agradece ao staff pelo seu trabalho e pede aos espectadores para verem o episódio da próxima semana. No segundo tweet, ele elogia a cena final do episódio.

Os comentários dos fãs em ambos os tweets vão desde da desilusão relativamente ao conteúdo do episódio até a ameaças de morte direccionados ao realizador da série Atsushi Nishigori e ao guionista Hiroshi Seko. Existem comentário a pedir que Fukushima demita Seko do seu cargo e até a sugerir para que Seko cometa suicido.

Alguns fãs criaram a hashtag #Bitchigo no Twitter para desabafar as suas frustrações e até a pediram a morte da personagem Ichigo. A grande maioia de quem utiliza essa hashtag são pessoas que residem fora do Japão e também é utilizada por alguns fãs para fazerem algumas piadas sem ter a intenção de intimidar ou insultar quem produz a série. Mas, os insultos e as mensagens dirigidas a Fukushima não contêm a hashtag mencionada e são escritas em japonês, chinês e em inglês. Muitos desses comentários e mensagens provêm de contas temporárias, possivelmente para evitar que as contas verdadeiras dos utilizadores sejam banidas do Twitter.

A história da série passa-se num futuro distante. A terra está arruinada e a humanidade estabelece a cidade-fortaleza móvel Plantation. Os pilotos produzidos na Plantation vivem em Mistilteinn, também conhecida como a "gaiola". As crianças vivem aí sem saberem nada do mundo exterior ou da liberdade do céu. As vidas consistem em lutar para realizarem missões. Os seus inimigos são formas de vida misteriosas e gigantes conhecidas como Kyõruu e as crianças pilotam robôs chamados Franxx para os enfrentar. Para as crianças, pilotar os Franxx é um prova de que elas existem.

Um rapaz que tem como nome Hiro é chamado de Code:16 e já foi conhecido como sendo um prodígio. No entanto, ele ficou para trás e a sua existência aparenta ser desnecessária. Não pilotar o Franxx é o mesmo que deixar de existir. Um dia, uma misteriosa rapariga conhecido como "Zero Dois" aparece à sua frente. Dois chifres surgem da sua cabeça.

Os diversos vídeos promocionais do anime apresentavam as personagens em pares. Cada par tem o seu próprio "Franxx", os robôs com aparência feminina do anime.

Atsushi Nishigori (realizador em The IDOLM@STER) fica a cargo da realização do anime, enquanto que Toshifumi Akai (realizador-chefe de animação em Magi: The Kingdom of Magic) é o realizador-assistente. Nishigori também estará a cargo da composição do anime, em conjunto com Naotaka Hayashi. Masayoshi Tanaka é o designer das personagens e o realizador-chefe de animação. Shigeto Koyama fornece os designs mecânicos. Hiroyuki Imaishi (realizador de Gurren Lagann e Kill la Kill) supervisiona a acção do anime. A série resulta da colaboração dos estúdios Trigger e CloverWorks (que pertence à A-1 Pictures).

O anime tem estreou em Janeiro deste ano e está previsto que venha a ter 24 episódios

Fonte: ANN


Sem comentários:

Publicar um comentário